Televendas
(19) 3412.1144

AGAR - AGAR - REZENFLEX - 1KG

Ref.: 0000114
quantidade:
-
R$ 210,00 ou 3x de R$ 70,00
DISPONIBILIDADE
Imediata, em estoque!
Selecione o tamanho desejado
O agar-agar é um hidrocolóide extraído de algas marinhas que é largamente utilizado na indústria alimentícia. Entre as suas principais propriedades destacam-se seu alto poder gelificante, elevada força de gel a baixas concentrações, baixa viscosidade em solução, alta transparência, gel termo-reversível e temperaturas de fusão/gelificação bem definidas. 
O agar-agar é também utilizado em menor escala em diversas aplicações de outros setores industriais.

MATÉRIA-PRIMA

O agar-agar é obtido de diversos gêneros e espécies de algas marinhas vermelhas da classe Rodophyta. Tais algas são denominadas agarófitas e as principais espécies de valor comercial são a Gracilária, a Gelidium e a Pterocladia. O teor de agar-agar nestas varia de acordo com as condições do mar: concentração de dióxido de carbono, tensão de oxigênio, temperatura da água e intensidade de radiação solar.
As algas são em geral coletadas manualmente por pescadores em zonas de baixa profundidade e maré baixa ou também por mergulho através do uso de equipamentos adequados. Após a coleta, as algas são colocadas ao sol para secagem até atingirem um nível de umidade ideal para processamento.

FUNCIONALIDADE E APLICAÇÕES

INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA

Uma solução de agar-agar em água forma um gel característico com temperatura de fusão de 85º a 95º C e temperatura de gelificação de 32º a 45º C. Esta propriedade física torna-o consideravelmente útil como ingrediente aditivo em diversas aplicações na indústria alimentícia.

Produtos Lácteos

Sorvetes, Pudins, Flans, Iogurtes, Leite fermentado, Sorbets, Leite gelificado

Doces e Confeitaria

Balas de goma, Marrom glacê, Geléia de mocotó, Geléia fantasia, Bananada, Doces em massa, Confeitos, Sobremesa tipo gelatina, Merengues

Produtos Cárneos

Patês, Produtos enlatados de peixe, frango e carne

Bebidas

Clarificação e refinação de sucos, cervejas, vinhos e vinagres

Panificação

Cobertura de bolo, Recheio de tortas, Massas de pão

OUTRAS APLICAÇÕES INDUSTRIAIS

O gel de agar-agar tem a interessante propriedade de inibir a liquefação característica que ocorre na ação enzimática de microorganismos. Esta propriedade encontra uma variedade de aplicações nas indústrias médica e farmacêutica onde o agar-agar é utilizado como substrato na preparação de meios de cultura bacteriana em microbiologia, como laxativo e agente terapêutico no tratamento de disfunções digestivas, como agente retardador e carregador na administração de remédios, antibióticos e vitaminas, como agente de suspensão de sulfato de bário em radiologia, como estabilizador de soluções de colesterol e como agente de suspensão em diversos tipos de emulsões. O agar-agar encontra ainda várias outras aplicações industriais onde um agente gelificante se faz necessário como em próteses dentárias, emulsões fotográficas, diferenciação de proteínas por eletroforese, cromatografia por exclusão de tamanho, moldagem de materiais e meios de cultura de tecido de plantas em biotecnologia.

Indústria Médica e Farmacêutica

Microbiologia, Laxativo, Agente terapêutico, Agente de suspensão de emulsões, Agente de estabilização de soluções

Outras Aplicações

Prótese dentária, Eletroforese, Cromatografia, Moldagem de materiais, Biotecnologia


ESTRUTURA

Em seu estado natural, o agar-agar ocorre como carboidrato estrutural da parede celular das algas agarófitas, existindo na forma de sais de cálcio ou uma mistura de sais de cálcio e magnésio. É uma complexa mistura de polissacarídeos composto por duas frações principais: a agarose, um polímero neutro, e a agaropectina, um polímero com carga sulfatado.
A agarose, fração gelificante, é uma molécula linear neutra, essencialmente livre de sulfatos, que consiste de cadeias repetidas de unidades alternadas ß-1,3 D-galactose e a-1,4 3,6-anidro-L-galactose. A agaropectina, fração não-gelificante, é um polissacarídeo sulfatado (3% a 10% de sulfato) composto de agarose e por-centagens variadas de éster sulfato, ácido D-glucurônico e pequenas quantidades de ácido pirúvico. A proporção destes dois polímeros varia de acordo com a espécie da alga sendo que a agarose compreende normalmente ao menos dois terços do agar-agar natural.


PROCESSO DE PRODUÇÃO

O agar-agar pode apresentar-se em diversas formas: pó, flocos, barras e fios. Para aplicações industriais o agar-agar em pó é o mais utilizado. As formas de flocos, barras e fios são mais utilizadas para fins culinários. A produção de agar-agar em pó e em flocos pode ser realizada por dois métodos: Gel Press ou Precipitação em Solventes. No entanto, o método de Precipitação em Solventes não é muito utilizado atualmente pelo seu alto custo e baixa eficiência. O agar-agar em forma de barras e fios é produzido por um sistema tradicional mais artesanal.

PROPRIEDADES

1. SOLUBILIDADE

O agar-agar é insolúvel em água fria porém expande-se consideravelmente e absorve uma quantidade de água de cerca de até vinte vezes o seu próprio peso. A dissolução em água quente é rápida e pode-se observar a formação de um gel firme a concentrações tão baixas quanto 0,50%. O agar-agar em pó seco é solúvel em água e outros solventes a temperaturas de 95º a 100º C. O agar-agar em pó umedecido por imersão em etanol, 2-propanol, acetona ou salinizado por altas concentrações de eletrólito é solúvel em uma variedade de solventes à temperatura ambiente.

2. GELIFICAÇÃO

A fração gelificante do agar-agar possui uma estrutura de dupla hélice. Esta estrutura agrega-se para formar uma estrutura tridimensional que retém as moléculas de água nos seus interstícios formando assim géis termo-reversíveis. A propriedade de gelificação do agar-agar é devida aos três átomos de hidrogênio equatorial nos resíduos de 3,6-anidro-L-galactose, que limitam a molécula para formar uma hélice. A interação das hélices causa a formação do gel.
No que se refere ao poder de gelificação, o agar-agar é notável dentre os hidrocolóides. O gel de agar-agar pode ser obtido em soluções muito diluídas contendo uma fração de 0,5% a 1,0% de agar-agar. O gel é rígido, possue formas bem definidas e pontos de fusão e gelificação precisos. Ademais, demonstra claramente os interessantes fenômenos de sinérise (extrusão espontânea de água através da superfície do gel em repouso) e histérise (intervalo de temperatura entre as temperaturas de fusão e gelificação). A gelificação ocorre a temperaturas muito abaixo da temperatura de fusão. Uma solução de 1,5% de agar-agar forma um gel ao ser resfriado para uma temperatura de 32º a 45º C e a fusão de tal gel não ocorre a temperaturas inferiores a 85º C. Este intervalo de histérise é uma propriedade moderna do agar-agar que encontra uma variedade de usos em aplicações alimentícias. A força de gel do agar-agar é influenciada pelos fatores concentração, tempo, pH e conteúdo de açúcar. O pH afeta notadamente a força de gel do agar-agar: o decréscimo do pH diminui a força de gel. O conteúdo de açúcar também tem um efeito considerável sobre o gel de agar-agar, pois seu aumento resulta em um gel com maior dureza porém com menor coesão.

3. VISCOSIDADE

A viscosidade de uma solução de agar-agar é influenciada e dependente da fonte da matéria-prima. A viscosidade a temperaturas acima do seu ponto de gelificação é relativamente constante em pHs de 4,5 a 9,0 e não é muito afetada por idade ou força iônica dentro da gama de pHs de 6,0 a 8,0. Entretanto, iniciada a gelificação, à temperatura constante, a viscosidade aumenta com o tempo.

4. ESTABILIDADE

Uma solução de agar-agar possui uma carga levemente negativa. A sua estabilidade depende de dois fatores: hidratação e carga elétrica. A remoção de ambos os fatores resulta na floculação do agar-agar. Soluções de agar-agar expostas a altas temperaturas por períodos prolongados podem se degradar, resultando na diminuição da força de gel após a diminuição da temperatura e a formação deste. Este efeito de diminuição da força de gel é intensificado com o decréscimo do pH. Portanto, deve-se evitar a exposição de soluções de agar-agar a altas temperaturas e pHs menores de 6,0 por períodos prolongados. O agar-agar na forma seca não está sujeito a contaminação por microorganismos. Entretanto, soluções e géis de agar-agar são meios férteis de contaminação por bactérias e fungos e as devidas precauções devem ser tomadas para evitar o crescimento de microorganismos.

ESPECIFICAÇÕES


HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
De Segunda à Quinta - Das 07:30 às 17:30
Sexta - Das 07:00 às 17:00

Av. Conceição, 189 - Vila Rezende - Piracicaba/SP
Tel: (19) 3412.1144
SEGURANÇA
REZENFLEX - PRODUTOS PARA LABORATÓRIO - CNPJ: 05.872.022/0001-65
Av. Conceição, 189 - Vila Rezende - Piracicaba/SP, Cep: 13405-280 Copyright 2017 - Todos os direitos Reservados